2 Comentários

  1. Douglas Fonseca

    Ola meu nome è Douglas conheci minha namorada em outubro de 2016 e nesse tempo ela já estava gestante de mais ou menos 2 meses e meio ela me disse que o rapaz que a engravidou era um usuário de drogas e ele não queria assumir a criança nesse tempo eu conversei seriamente com ela falei que eu iria assumir a criança como se eu fosse o pai nessa época eu já tinha muito amor pelas duas pela minha namorada e pela criança ai resolvermos que eu iria assumir conversei com os pais da minha namorada porque nós dois somos menores de idade ela na época tinha 14 e eu 16 os pais dela aceitaram nesse tempo eu deixei claro que independente do sangue a criança seria minha filha para sempre ai passou um tempo eu estava desempregado mais eu conseguia dar as coisas da minha filha nunca faltava nada minha família me ajudou muito mais com o passar de um mês e meio os pais da minha namorada começaram a controlar os dias que eu iria velas eu nesse tempo fiquei tranquilo deixei que eles fizessem isso pendendo que eles iriam se arrepender passou um tempo e nada ai sempre eu ia procurar emprego e na volta ia ver minha filha e depois eu ia para a escola mais como ficaram me proibindo eu só ia na casa deles no final de semana que foram os únicos dias que me liberaram eu sempre lutando para velas mais observação eles não deixavam eu ir com minha filha e namorada na minha casa para que minha mae possa velas sempre me ameaçavam que tirariam minha filha do meu nome e sempre jogaram na cara que não era minha filha ha uns dois meses atrás ocorreu uma confusão porque eu já não estava mais gostando dessa história dai falei que queria ver minha filha mais ai a mae da minh namorada e eu começamos a ter um pequeno conflito e nesse dia o pai dela me hunilhou mandou eu sentar na mesa e começou a falar que não sirvo pra nada nem pra ser pai que só atrapalho a vida deles e disse que se alguem da minha família se envolvesse na conversa daria tiro em todo mundo e chamaria os “caras” (os usuários de drogas da comunidade ) para me bater nesse dia ele me disse que eu só veria Ninha filha quando eu arrumasse um emprego registrado que se eu descumprir essa regra dele ele iria tirar meu nome da certidão da minha filha ai passou un mês eu estava correndo igual a um louco atrás de emprego passou uns dias ele começou a dizer para minha namorada que não queria mais eu perto das duas e que se pegasse nos dois juntos nos mataria no no sábado passado dia 23 de dezembro o meu sogro levou minha namorada a forca para uma viajem para franco da roxa ele não teve minha autorização para levar minha filha e proibiu minha namorada de mandar MSG para mim a mae dela quebrou o celular que a um tempo atrás eu consegui para ela eles só voltaram dia 3 peço a ajuda de vocês para de darem uma direção o que posso fazer para poder ver minha filha e o que posso fazer sobre ele ter levado minha filha sem autorização para uma viagem por favor me ajudem meu wpp 11958682718

    Responder
    1. Direito Familiar

      Olá, Douglas!
      Tudo bem?

      Quanta coisa aconteceu com vocês dois, tão jovens!

      Vamos lá! É uma situação super delicada. Primeiro você precisa entender todas as questões jurídicas que estão envolvidas. Para isso, você pode ler alguns artigos rápidos que escrevemos sobre os assuntos relacionados ao seu caso, até para facilitar na hora de conversar com eventual profissional da área do Direito de Família que você venha a contratar (representado por seus responsáveis legais se ainda for menor de idade), tendo em vista que, para solucionar seu caso, tudo indica que você precisará de um, ou da Denfensoria Pública.

      Os artigos abaixo falam sobre o fato de você ter registrado um filho que sabia não ser seu, sobre guarda e período de convivência.

      Tendo você registrado a criança, você passa a ter direitos e deveres em relação a ela. Isto significa que você tem direito de conviver, de participar da educação, criação, etc; bem como o dever de contribuir para o sustendo dela, também.

      Registrei uma criança que não é meu filho biológico, e agora?! – http://direitofamiliar.com.br/registrei-uma-crianca-que-nao-e-meu-filho-biologico-e-agora/

      O princípio do melhor interesse da criança e do adolescente em ações de guarda de menores – http://direitofamiliar.com.br/o-principio-do-melhor-interesse-da-crianca-e-do-adolescente-em-acoes-de-guarda-de-menores/

      O que é a guarda de filhos e quais as modalidades existentes? – http://direitofamiliar.com.br/o-que-e-a-guarda-de-filhos-e-quais-as-modalidades-existentes/

      Poder Familiar: o que é e como “termina”? – http://direitofamiliar.com.br/poder-familiar-o-que-e-e-como-termina/

      Convivência familiar: um direito de todos! – http://direitofamiliar.com.br/convivencia-familiar-um-direito-de-todos/

      Autorização de viagem para menores de idade! – http://direitofamiliar.com.br/autorizacao-de-viagem-para-menores-de-idade/

      Após a leitura nos escreva de novo se ainda restarem dúvidas!

      Atenciosamente,
      Equipe Direito Familiar.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *