4 Comentários


  1. Boa tarde no nosso caso moramos com minha mãe eu meu esposo e nossa filha decidimos ir morar com ela porque ela adoeceu e não podia mais ficar sozinha , mais nos deparamos com seguinte situação meus irmãos não tem o hábito de passar sequer um final de semana com ela , meu irmão quase nunca vem visitá-la , minha irmã vem as vezes fica um pouco e vai embora leva ela pra almoçar um domingo por mês pelo menos . O que eu quero saber é se existe alguma lei que nos ampara a respeito de eles serem mais presentes no caso levá-la um fim de semana inteiro para conviver um pouco mais com eles porque ela sente muita falta deles por exemplo estar com eles ver eles e fazer parte da vida deles …
    E eu meu esposo e nossa filha além de ver que ela está mais feliz de poder conviver mais com seus filhos poder também ter um momento sem se preocupar em deixá-la sozinha para termos um momento em família marido esposa e filha por favor se alguém puder me ajudar eu agradeço
    Muito obrigada

    Responder
    1. Direito Familiar

      Olá, tudo bem?

      Poderia se pensar eventualmente em uma ação de regulamentação de visitas, mas seria uma situação muito específica e não temos como prever qual seria o entendimento do responsável pelo julgamento de uma ação assim.

      O ideal seria entrar em contato com advogados/as ou com a Defensoria Pública, levando todas as informações do caso, para que possam ser avaliadas as possibilidades de medidas a serem tomadas.

      Esperamos ter ajudado!

      Atenciosamente,
      Equipe Direito Familiar.

      Responder
  2. Lílian Mascarenhas

    Boa tarde meninas!!

    Muito interessante esse tema, pois, casos assim vem sendo divulgados nas mídias ultimamente.
    No artigo vocês falam que, caso seja mesmo necessário ajuizar uma ação, seria necessário se averiguar dentro do processo, a situação real em que esse idoso se encontra.
    Não sendo uma ação de curatela e nem se utilizando da lei de alienação parental, qual seria então, na opinião de vocês, o possível tipo de ação a ser ajuizada nessa situação?

    Responder
    1. Direito Familiar

      Olá, tudo bem?
      Entendemos que, independentemente da ação proposta, havendo a alegação de alienação parental ou de eventual situação de risco para o idoso, a questão deverá ser investigada por meio, por exemplo, de sindicância a ser realizada por psicólogos e/ou assistentes sociais.
      A ação a ser proposta vai depender, na verdade, da situação que se apresenta em cada caso e do entendimento do responsável por julgar a demanda. Pode-se verificar, por exemplo, se há alguma circunstância que poderia enquadrar o caso até mesmo no Estatuto do Idoso ou se seria caso de solicitar, eventualmente, uma regulamentação de visitas.
      Atenciosamente,
      Equipe Direito Familiar.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *